(54) 3324-3666

Postagens da categoria:

alimentação do gado

O Vollverini é o primeiro descompactador giratório para agricultura em todo o mundo. Ele permite que a estrutura do solo seja preservada no plantio direto, assegurando a retenção e maior infiltração de água na lavoura por meio dos sulcos desencontrados promovidos pelas hastes curvas.

Após anos de desenvolvimento, os resultados com o Vollverini foram testados e aprovados, não só pela Agross mas pelos clientes que foram beneficiados com essa tecnologia inovadora! Suas 6 hastes paralelas de 45 cm de comprimento são responsáveis por descompactar o solo de baixo para cima.

Quais os principais diferenciais da máquina?

Vamos destacar os 4 principais ganhos com o uso do Vollverini e seus resultados.

Sistema efetivo

Em primeiro lugar queremos ressaltar o trabalho realizado pela máquina através do seu sistema mecânico, promovendo a abertura de sulcos (9/m²) e trincamento do solo (nos entre-sulcos). E além disso, o maior objetivo do Vollverini é manter a estrutura, as bases do solo, para que, quando as chuvas não venham imediatamente depois da passagem da máquina, o trabalho de descompactação não seja comprometido.

Aeração intensa

Outro grande atributo é que a abertura dos sulcos e o trincamento do solo promovem uma intensa aeração (processo que proporciona a melhoria da qualidade do solo). Primeiro, assegurando a liberação das micotoxinas retidas no solo ao longo dos anos devido ao intenso uso de fertilizantes químicos. Ao mesmo tempo, garante a entrada de ar neste solo, o que proporciona a melhora da biota, ou seja, um revigor dos micro-organismos vivos, extremamente importantes para o desenvolvimento das plantas.

Absorção vertical da chuva

Destacamos também que a absorção da água será total durante a queda da chuva devido aos sulcos e trincas em formato vertical. Dessa forma, a água é conduzida para o interior do solo, primeiro: evitando todo e qualquer tipo de erosão; segundo: formando micro reservatórios de água no solo, extremamente importante para os momentos de estresse hídrico, além de estar contribuindo com o processo de descompactação e atração das raízes das plantas devido a umidade mantida nesses locais, proporcionando um melhor desenvolvimento. 

Sistema radicular mais profundo

O quarto e último atributo que enfatizamos é a importância do processo de descompactação equilibrada por sulcos e trincas e manutenção da estrutura do solo, no que tange a facilidade de descida do sistema radicular das plantas. Elas encontrarão um caminho aberto, evitando assim o enovelamento das raízes, ou seja, na impossibilidade de penetração elas apenas circundam, não buscando aqueles micronutrientes que se encontram em camadas mais profundas.

Uma das vantagens percebidas com este processo de formação de um sistema radicular mais profundo, é que quando no final do ciclo vegetativo desta planta, em meio ao solo permanecerão estas raízes, que ao deteriorar-se, manterão ao sulco, muito importante para a melhoria da porosidade do solo, consequentemente continuidade da aeração.

Benefícios de usar o Vollverini

O Vollverini melhora o sistema radicular das plantas e evita erosões, mesmo em terrenos inclinados. Seu uso é ideal para solos compactados por pisoteio de gado (em meio ao plantio de braquiária, gramíneas, cobertura verde e dessecada) e para recuperar pastagens.

  • Ideal para terrenos compactados por pisoteio de gado
  • Mantém a palha em nível superior, garantindo a retenção do solo
  • Assegura a retenção da água na lavoura através dos sulcos desencontrados promovidos pelas hastes curvas
  • Reduz o esforço do trator devido o seu sistema rotativo
  • Evita a erosão do solo
  • Remoção equilibrada do solo, que preserva seu nivelamento e estrutura
  • Possuem pneus de alta flutuação que não danificam o solo enquanto a máquina passa pelo terreno

Características da máquina

Os modelos disponíveis podem variar o tamanho e capacidade de trabalho de acordo com a necessidade do plantio. A largura do plantio do Vollverini pode atender entre 2, 3 ou 4,5 metros, além das variações de 3 metros pró (tandem) e canavieiro. Além disso, também há variação no comprimento da máquina e na  potência requerida.

Faça o download do folheto técnico agora mesmo e compare os modelos para escolher o seu!

Conheça a história de sucesso do Jhonatan

O engenheiro agrônomo Jhonatan Orsolin, de Palmitos, Santa Catarina, testou e comprovou os resultados do Vollverini na sua lavoura. Ele dividiu o terreno em duas partes, onde comparou o trabalho do Vollverini versus um descompactador convencional em linha e os resultados com a máquina Agross foram surpreendentes!

As plantas que cresceram ao lado que o Vollverini trabalhou eram mais altas, robustas e suas raízes eram mais fortes e profundas. 

“Quando entramos no lado em que o Vollverini trabalhou, percebemos que a capilaridade do solo conservada, ajudou muito nos primeiros trinta dias de estiagem. Que foi o que deu toda a diferença. […] Com o Agross, a capilaridade do solo natural fez com que a água subisse e chegasse até as raízes nos primeiros trinta dias, que é a fase mais crítica, em que a planta precisa da água” – Jhonatan Orsolin, Engenheiro Agrônomo.

E aí, gostou da nossa solução em descompactação do solo? Quer tirar suas dúvidas sobre a máquina e saber mais detalhes? Fale agora mesmo com um de nossos especialistas!

21 de fevereiro de 2024

O Bestmix é o vagão horizontal utilizado para misturar a ração do gado e servir no cocho. Quando você acopla o Bestmix a um trator (que pode ser de pequeno ou médio porte), é capaz de nutrir seu rebanho com a mistura mais homogênea e rica em minerais, melhorando a saúde do gado..

Sabemos que o dia do pecuarista é cheio de trabalho na fazenda, por isso que o Bestmix é o equipamento ideal para aguentar a lida e facilitar as funções na hora do trato do rebanho. Veja 6 benefícios de comprar uma Bestmix:

Bestmix é nutrição com precisão

  1. Seu tandem com suspensão de feixe de mola e pneus de alta flutuação, permitem que o Bestmix trabalhe continuamente durante o dia sem nenhum tipo de problema.
  2. A bica magnética garante que não caia nenhum tipo de material estranho (como parafusos ou arames) junto com a ração na hora de servir o cocho.
  3. O cabeçalho único facilita as manobras do vagão.
  4. As engrenagens são de 1045 e as correntes são Daido, a melhor marca de correntes do mercado e são prontas para suportar o trabalho pesado.
  5. O rotor de alto rendimento garante uma mistura homogênea em no máximo 4 minutos.
  6. A precisão do vagão faz com que a fibra do milho permaneça intacta. É isso mesmo, o seu misturador não pica a fibra do milho!

Além dessas vantagens, a Bestmix opera de forma simplificada, dá baixa manutenção e oferece flexibilidade para diferentes volumosos. Veja os seus diferenciais em relação a outras máquinas:

  • Garantia de uma alimentação sempre balanceada e adequada
  • Células de cargas montadas entre o chassi e câmara de mistura
  • Balança eletrônica programável de série (opcional)
  • Misturador interno com o exclusivo sistema Soft Start nas pás
  • Maior precisão na pesagem, graças à balança com quatro células de carga

Confira o que a Bestmix é capaz de fazer

A história na propriedade da Agropecuária Sol Nascente mostra que a Bestmix foi desenvolvida principalmente para cuidar da família produtora rural brasileira!

“O tempo é uma coisa importante para a gente. Em poucos minutos ele (Bestmix) faz uma mistura homogênea conforme realmente o animal precisa. E a agilidade, tempo e tamanho são muito importantes para a gente.” – Nelson Kussler, proprietário da Agropecuária Sol Nascente.

O vagão Bestmix pode ter variação de tamanho e potência, de acordo com as suas necessidades e o trabalho que irá desempenhar. E seu exclusivo sistema de mistura consegue trabalhar com vários tipos de volumosos, entregando sempre uma mistura homogênea em menor tempo.

Quer saber mais sobre as características técnicas e especificações da Bestmix? Acesse o nosso site e baixe o catálogo agora mesmo!

21 de fevereiro de 2024
O feno para gado é uma das alternativas alimentares mais recomendadas para otimizar a dieta...
5 de setembro de 2023

Disponibilizar uma dieta para bovinos adequada às necessidades da criação é certamente uma das tarefas mais importantes em todo o sistema de criação de gado. 

Afinal, uma alimentação balanceada afeta diretamente a qualidade e produtividade do rebanho. 

Isso sem falar que os gastos com alimentos representam a maior parte dos custos de produção, tornando essencial um planejamento alimentar assertivo e criterioso para evitar desperdícios. 

Deste modo, considerando a importância de saber como formular dieta para bovinos, criamos este artigo para ressaltar a sua importância e apresentar as etapas essenciais para formulá-la da maneira correta. Acompanhe.

Qual a importância de uma dieta para bovinos bem estruturada?

Formular uma dieta para bovinos adequada está entre as demandas mais importantes de todo o sistema produtivo na criação de animais.

Em primeiro lugar, uma alimentação adequada influencia na saúde do rebanho, na sua qualidade reprodutiva e na produtividade obtida em relação ao produto final.

Ao mesmo tempo, os gastos com alimentos representam mais de 70% dos custos totais da produção de gado, segundo dados divulgados pelo portal CTP

Ou seja, é essencial garantir que o planejamento alimentar seja assertivo e criterioso, a fim de evitar desperdícios.

Portanto, conhecer as exigências nutricionais dos bovinos e promover um manejo nutricional eficaz é essencial, tanto para potencializar a produção, quanto para torná-la mais viável. 

Para que isso seja possível, veja abaixo como formular dietas para bovinos adequadamente.

Como formular dietas para bovinos

A formulação da dieta para bovinos começa no entendimento das exigências nutricionais da criação, passa pelo correto balanceamento dos ingredientes e termina no controle correto da quantidade de alimentos disponibilizada.

Logo, considerando as variáveis de cada rebanho, o ideal é não utilizar receitas prontas, mas elaborar uma estratégia nutricional personalizada com base nas seguintes etapas:

Compreenda as demandas nutricionais do rebanho

O primeiro passo para saber como formular dieta para bovinos é saber exatamente a quantidade de nutrientes que o gado precisa consumir em cada fase da criação, seja no crescimento, reprodução ou produção. 

Cada animal possui uma exigência nutricional diferente. Afinal, uma vaca em lactação não deve ser alimentada da mesma forma que um boi de corte, por exemplo, assim como um garrote e uma novilha precisam de rações diferentes. 

Todo bovino precisa de água, proteínas, minerais, vitaminas e nutrientes. Porém, a proporção com que eles devem ser disponibilizados variam de acordo com as suas características, como:

  • Raça;
  • Categoria;
  • Idade;
  • Peso vivo;
  • Estado fisiológico;
  • Fatores ambientais;
  • Nível de produção desejada.

Hoje, os produtores podem utilizar tabelas especiais para determinar as exigências alimentares diárias para cada tipo de rebanho e fórmulas para estimar o consumo dos alimentos. As mais usadas no Brasil são desenvolvidas pelo National Research Council (NRC), dos EUA.

Conheça as fontes de alimentos e sua composição nutricional

Considerando as demandas nutricionais avaliadas na etapa anterior, é preciso definir as fontes alimentares que serão utilizadas na dieta para bovinos

A prioridade é garantir ingredientes de altíssima qualidade nutricional. Para isso, é importante pesquisar a composição de cada alimento e submeter amostras a análises nutricionais, a fim de assegurar sua excelência.

Lembre-se que o preço também é um fator de suma importância. Nesse sentido, investir em fontes locais pode ser uma boa opção para poupar no transporte e armazenamento. Dependendo da região em que você está, é possível adquirir subprodutos da agroindústria.

Definida a fonte alimentar, conheça seu teor de nutrientes e seu custo total para calcular o custo unitário dos nutrientes, em especial das proteínas e energia. 

Esse cálculo pode ser realizado ao dividir o preço de 100 kg de alimento (p) por 100 vezes a porcentagem de matéria seca do alimento (pm) multiplicada pela porcentagem do nutriente (pn) ou base seca. A fórmula é a seguinte:

  • CUN = p / 100 x pm x pn

O objetivo desse cálculo é garantir que as vantagens econômicas do alimento escolhido não prejudiquem o desempenho do rebanho. Basicamente, aquele que tiver um menor custo precisa ser utilizado em maiores quantidades para se obter uma boa lucratividade.

Entenda como manter os ingredientes bem balanceados

Os ingredientes utilizados na dieta para bovinos variam de acordo com o tipo de criação animal, sua categoria e com as próprias condições ambientais, estação do ano, etc.

Em todos os casos, é preciso prezar pelo balanceamento correto. A base são os volumosos, que têm alto teor de fibra, mas valor energético baixo. Os mais utilizados no Brasil incluem a silagem de milho, capim, sorgo, cana-de-açúcar, além do próprio pasto.

Contudo, só os volumosos não conseguem atender às necessidades nutricionais do gado. Junto deles, é preciso incluir os concentrados, que são suplementos com baixo teor de fibras e alto valor energético. 

Dos insumos mais usados nos concentrados, destacam-se o arroz, trigo, mandioca, soja, farelo de girassol e grãos de cereais. Além disso, eles são compostos de suplementos vitamínicos, energéticos, minerais e protéicos.

Atualmente, há diversos métodos e cálculos para o balanceamento das rações. Independente da solução utilizada, que inclusive pode ser computadorizada, você precisa seguir algumas etapas básicas. São elas:

  • Considerar as demandas nutricionais do rebanho e fazer um levantamento dos alimentos disponíveis;
  • Relacionar a composição e valor energético desses alimentos de acordo com os nutrientes de interesse;
  • Balancear a ração para a energia e proteína bruta, verificando ao final se todas as exigências nutricionais dos animais foram atendidas.

Nesse processo, tenha em mente que a resposta para como formular dieta para bovinos exige saber balancear os volumosos e concentrados junto de sal mineral e bastante água.

Controle a quantidade da dieta para bovinos

Mais que escolher os alimentos certos e balanceá-los adequadamente, também é essencial conhecer as quantidades ideais de dieta para bovinos.

Isso porque, alimentos em excesso ou falta podem afetar o metabolismo dos animais, prejudicando seu desempenho, e até gerar problemas de saúde. Para isso, recomenda-se a realização da leitura de cocho.

Com o apoio de um profissional treinado, essa ação consiste em analisar visualmente e registrar o consumo da ração ofertada, assim como o comportamento ingestivo da criação. 

A partir dessa observação, é possível ajustar a quantidade de ração fornecida e garantir um melhor aproveitamento nutricional. Além de melhorar o desempenho do rebanho, esse cuidado também otimiza custos, já que elimina desperdícios.

No caso dos rebanhos em confinamento, o ideal é dividir a dieta em 4 ao longo do dia. Pois o cocho precisa estar mais vazio nos horários mais quentes, e vice-versa.

O último trato deve ser aquele com a maior quantidade de ração. Segundo a referência citada anteriormente, aproximadamente 40% do alimento precisa ser reservado para esse momento. Isso porque, o dia estará mais fresco e o gado só receberá outro trato no dia seguinte.

Com os Vagões Misturadores Agross, você garante uma dieta sempre balanceada para o seu rebanho. 

Além de promover uma mistura perfeitamente homogênea, nossa tecnologia permite traçar uma nutrição sob medida para as necessidades dos animais. Tudo com um controle preciso dos ingredientes e distribuição uniforme nos cochos.

Agora que você já sabe como formular dieta para bovinos, garanta toda a qualidade, precisão e praticidade que só a Agross oferece! 

Entre em contato para saber mais sobre as linhas Bestmix, Nitromix e Turbomix e garanta o seu orçamento.

22 de agosto de 2023

Conhecer as técnicas adequadas de recuperação de pastagens degradadas é essencial para todo pecuarista. Afinal, um manejo inadequado pode prejudicar o desempenho animal e a rentabilidade de toda a produção.

O pasto representa a base alimentar para a pecuária de corte e leiteira no Brasil. Entretanto, cerca da metade dos 173 milhões de hectares de pastagem no país têm algum estágio de degradação, segundo dados divulgados pela Educa Point. 

Portanto, se você deseja fornecer alimento de qualidade para o seu gado e maximizar os rendimentos da sua propriedade, precisa ficar atento a essa questão.

Cientes disso, criamos este artigo para reforçar a importância da recuperação de pastagens degradadas, suas diferentes técnicas e melhores práticas. Agora, acompanhe e fique por dentro dos detalhes mais importantes que você precisa saber sobre o assunto!

Por que a recuperação de pastagens degradadas é importante?

A correta manutenção das pastagens está diretamente ligada ao padrão de qualidade alimentar do gado. Entretanto, como citamos logo acima, a degradação do pasto é uma realidade em boa parte das áreas de produção brasileiras.

Um pasto degradado é aquele que perdeu seu vigor, capacidade de rebrota e produtividade. Ou seja, ele possui um potencial de fornecimento de forragem reduzido. Como consequência, gera uma queda na capacidade de lotação de animais por área.

Assim, diversos fatores podem originar ou contribuir na degradação da pastagem, por exemplo:

  • Excesso de lotação de animais;
  • Uso de técnicas inadequadas de preparo do solo e semeadura;
  • Não correção do pH e dos nutrientes do solo;
  • Ausência de manejo para a formação e manutenção do pasto;
  • Não implementação de práticas de conservação do solo;
  • Utilização de sementes de baixa qualidade;
  • Pastejo prematuro;
  • Uso de forrageiras não adaptadas;
  • Entre outros.

E, se você notar que as taxas de lotação do pasto estão reduzidas, já é sinal de que ele possui algum nível de degradação. Nesse sentido, quanto antes você agir para recuperá-lo, menores serão os custos e melhores serão os resultados.

Recuperar, renovar ou reformar a pastagem?

como recuperar pastagem degradada - agross do brasil

Além da recuperação de pastagens degradadas, também pode ser necessário que elas sejam renovadas ou simplesmente reformadas.

Recuperar o pasto visa manter a espécie forrageira já utilizada. Isso acontece por meio de técnicas para restabelecer a cobertura do solo e melhorar a saúde das plantas presentes na pastagem.

Por sua vez, a renovação é voltada às propriedades onde não é possível recuperar a vegetação existente. Ou seja, a área degradada é reutilizada para a formação de uma nova espécie forrageira. 

Nos dois casos, a reforma ocorre depois que a pastagem é estabelecida. Como o próprio nome sugere, o objetivo é corrigir ou reparar o pasto. Isso é feito com base em avaliações sobre a cobertura e o nível de erosão do solo, participação da forrageira, quantidade de forragem, etc.

Para saber quais são as técnicas mais adequadas para melhorar a qualidade da pastagem, é importante saber identificar seus estágios de degradação.

Uma boa alternativa é utilizar a escala estabelecida pela EMBRAPA. Com base em indicadores físicos, químicos e biológicos do solo, ela define 4 graus diferentes de degradação. São eles:

  • Grau 0: solos em boas condições, que não têm degradação;
  • Grau 1: solos com ligeiros sinais de degradação, mas ainda em condições aceitáveis de uso; 
  • Grau 2: solos moderadamente degradados, com sinais de compactação, erosão e perda de matéria orgânica;
  • Grau 3: solos muito degradados, com baixa fertilidade, alta compactação, erosão e perda de biodiversidade; 
  • Grau 4: solos severamente degradados, com pouca ou nenhuma capacidade de suportar a produção agrícola, alto risco de erosão e contaminação.

Com base nessas características, solos nos graus 1 e 2 podem receber técnicas de recuperação de pastagens degradadas. Já nos graus 3 e 4, é necessário o manejo para a renovação da área.

Qual o passo a passo para recuperá-la?

Se o solo da sua propriedade estiver no grau 1 ou 2, é importante prezar pela recuperação de pastagens. O objetivo é restaurar a produtividade e o vigor da área de pasto. Veja as melhores práticas: 

Restaure a fertilidade do solo

Analise o solo, entenda as principais necessidades da forrageira e faça a adubação adequada. O ideal é aplicar o adubo e o calcário no início do período de chuvas. A melhor técnica é o lanço, sem incorporação.

Semeie plantas de adubação verde

Cordões em nível de adubação verde ajudam a fixar nitrogênio no solo e a melhorar suas condições físicas. As melhores espécies incluem a crotalária, feijão guandú, estilosantes e calopogônio.

Retire plantas invasoras

Eliminar plantas invasoras pode ser importante na recuperação de pastagens degradadas. Afinal, elas competem com as espécies desejáveis e dificultam o reestabelecimento da área. Faça o controle com dessecantes químicos seletivos ou controle cultural.

Faça a rotação de pasto

Ao dividir os pastos, você otimiza seu manejo e rotação. E, como consequência, melhora o aproveitamento do plantel e uniformiza a rebrota.

Aliás, apesar dos gastos, esse modelo de pastejo pode aumentar o volume de animais por hectare.

Descompacte o solo

Quando o solo está compactado e tem pouca infiltração de água, é indispensável fazer sulcos com um bom subsolador. Ao quebrar a estrutura do solo, ele fica mais úmido e favorece o desenvolvimento da forrageira, pois a água se infiltra com mais facilidade.

O Descompactador de Solo com Rolo Faca Vollverini é o único com hastes paralelas de 45 cm e lâminas em ângulos e alturas diferentes. Com ele, você descompacta e faz a aeração da terra de maneira uniforme, para que as plantas cresçam nas melhores condições possíveis.

Então, se você quer acertar na recuperação de pastagens degradadas, garanta um solo mais saudável com retenção de 100% das águas das chuvas! Peça agora o seu orçamento do Vollverini. 

10 de julho de 2023
O sucesso da produção pecuária está diretamente associado à qualidade na alimentação do gado. Quanto...
24 de março de 2023

Produtos em Destaque

Kit Plantio Tornitec Agross

Menos trabalho e mais rentabilidade no campo

Vollverini

Descompactador Giratório para Agricultura